Espírito Santo

Homem é preso suspeito de perseguir, ameaçar e agredir ex-companheira

Publicado

em


As investigações da Divisão Especializada de atendimento à Mulher (Div-Deam), em ação integrada com a Polícia Civil da Bahia (PCBA), com apoio do Ministério Público (MPES) e o Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CRAMSV), resultaram na prisão de um homem de 25 anos, na zona rural de Laje, na Bahia, na manhã da última quinta-feira (25). Ele é suspeito de ameaçar, perseguir e violentar a ex-companheira, de 18 anos, durante três anos.

No início do relacionamento, quando ela tinha 15 anos, o suspeito demonstrava um ciúme excessivo e agressivo, no entanto, não a agredia fisicamente e psicologicamente. Depois de um tempo, eles foram morar na Bahia, e quando ela tinha 16 anos, engravidou. 

“Ao ter conhecimento da gravidez, ele começou a ter um comportamento agressivo, dando tapas, empurrões e fazendo xingamentos. Com o nascimento da criança, as agressões se intensificaram e, por isso, ela foi até a delegacia na região e fez um boletim de ocorrência, todavia, voltou a ficar com ele, na esperança que as agressões acabassem, mas se intensificaram”, conta a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Vitória, delegada Juliana Saadeh.

Entre as ameaças, estava a que se ela o denunciasse de novo, a mataria. Não aguentando mais as agressões, quando completou 18 anos, saiu de lá em um momento que ele não percebeu, junto com o filho, de 2 anos. É o que conta a titular da Div-Deam, delegada Cláudia Dematté.

“Ela pegou o filho e voltou para o Espírito Santo, mas continuou a ameaçando, inclusive encaminhando fotos de arma de fogo no intuito de intimidá-la”, disse a delegada.

O suspeito veio atrás da ex-companheira se hospedando na casa do irmão dela. Ele disse para o irmão da vítima que iria levar a criança para passear. Foi a oportunidade que ele teve para pegar a criança e trazer de volta para o estado da Bahia. A partir desse momento ele começou a fazer mais ameaças e deu um prazo para que ela voltasse para ele.

READ  Ação conjunta prende quatro suspeitos e apreende armas e drogas em Pinheiros

“A partir desse final de semana, tivemos ciência do caso e pedimos pela prisão do suspeito, sendo realizada pela Polícia Civil da Bahia, zona rural de Laje, na Bahia. Ela procurou toda a rede de apoio à mulher, que conseguiu realizar, de maneira muito rápida, as investigações para prendê-lo”, conta a titular da Div-Deam, delegada Cláudia Dematté.

Ele foi encaminhado ao Sistema Prisional Baiano e responderá pelo crime de stalking. A criança está sendo assistida pelo Concelho do Tutelar do município. 

Diga não à violência

O dia 25 de novembro, é o Dia Internacional de NÃO a violência contra a mulher. A data foi criada para intensificar o diálogo e o debate sobre a temática que é tão importante na sociedade.

“É uma temática que tem de ser debatida em todas as esferas. É uma ação que tem que ser feita pelos órgãos públicos e por toda a sociedade. É um crime considerado complexo. O nosso trabalho, como polícia, é reprimir esse tipo de crime”, ressaltou Cláudia Dematté.  

Texto: Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi)

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

Atendimento à Imprensa:
Matheus Zardini/Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27)99231-5157
[email protected]

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NORTE

NORDESTE

CENTRO-OESTE

SUDESTE

SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA