Distrito Federal

PCDF deflagra operação e prende assaltante interno do CPP

Publicado

em


A Polícia Civil do Distrito Federal—PCDF, por intermédio da 38ª DP, deflagrou uma operação nessa segunda-feira (11) que resultou na prisão em flagrante de um homem, de 35 anos, após ter roubado dois estabelecimentos comerciais situados na Rua 4 de Vicente Pires.

De acordo com a delegacia, o criminoso chegou ao local acompanhado de um comparsa que permaneceu no veículo. Ele desceu do carro e ingressou na primeira loja. No local, o envolvido abordou a vendedora, uma mulher, de 46 anos, anunciou o assalto portando uma arma de fogo na cintura, levou a mulher até o banheiro, apropriou-se do celular da vítima e de valores que estavam no caixa do estabelecimento.

Em seguida, o criminoso invadiu a loja ao lado rendeu o proprietário e uma funcionária, deixando-os trancados no banheiro. Nesse momento, o bandido furtou dois aparelhos de telefone celular, um notebook e a quantia de R$ 100, do caixa, fugindo em seguida no veículo do comparsa.

Após os crimes, os comerciantes imediatamente registraram a ocorrência policial e informaram a placa do carro utilizado pelos autores. Por meio das imagens obtidas nos circuitos de segurança do local, foi possível identificar o assaltante, que já é, segundo apurado, especialista em roubos.

“No sistema da PCDF, consta que o assaltante já cumpria pena em regime semiaberto e que, durante o dia, prestava serviços na Administração Regional de Vicente Pires. E na data de ontem, havia deixado o CPP às antes das sete horas da manhã e ainda não havia retornado do trabalho externo”, destaca o delegado-chefe da 38ª DP, João Ataliba Neto.

Diante de tais informações, os agentes decidiram monitorar as imediações do CPP e aguardar o retorno do autor. Assim, no início da noite, o criminoso chegou ao local dirigindo o mesmo veículo utilizado nos assaltos, quando foi surpreendido pela equipe e preso em flagrante.

READ  DERFRVA descobre desmanche clandestino de caminhão e prende em flagrante grupo criminoso especializado em adulteração, receptação e furto de veículo de grande porte

No porta-malas do veículo foram encontradas a calça e o sapato utilizado por ele nos roubos e em revista pessoal, os policiais encontraram uma pedra de crack no bolso da roupa. “Ele aparentava estar sob o efeito de entorpecentes e confessou aos policiais que havia feito uso de crack antes de retornar ao CPP”, destaca Ataliba.

O autor foi conduzido para a delegacia, tendo sido reconhecido pelas vítimas como o executor dos crimes praticados. No depoimento, ele confessou ter cometido os roubos e afirmou que os praticou para conseguir dinheiro para pagar uma dívida de R$ 5 mil, com a venda dos objetos roubados na Feira da Ceilândia.

Indagado sobre o comparsa, ele disse que não o conhecia e que não tinha usado aram de fogo nos assaltos.

O homem também foi encaminhado ao IML, onde foi comprovada a sua embriaguez, sendo autuado por roubo, porte de drogas e embriaguez ao volante. Somadas as penas, o criminoso poderá ficar até 35 anos na prisão.

Assessoria de Comunicação/DGPC

Nossa missão é investigar!

 

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NORTE

NORDESTE

CENTRO-OESTE

SUDESTE

SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA