Goiás

Caso Rafaella: terceiro envolvido em homicídio de “motogirl” é preso em Anápolis

Publicados

em


Vítima

A Polícia Civil, por meio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis, deu cumprimento nessa segunda-feira (11) a mandado de prisão temporária em desfavor de um jovem de 23 anos. Ele é apontado como coautor do homicídio qualificado praticado em desfavor da jovem Rafaella Batista dos Santos, ocorrido na noite de 27 de outubro de 2020, na Rua Bela Vista, Setor Jardim Goiano, Anápolis. O suspeito já possui passagens por furto e tentativa de roubo e agora está detido no presídio local.

Conforme apurado, dois traficantes do Setor Calixtópolis (presos em 11 de dezembro do ano passado pelo GIH), arregimentaram Rafaella, “motogirl” de um restaurante, para que a mesma realizasse a entrega de quantidades consideráveis de entorpecentes. Insatisfeita com o pequeno valor recebido pelos serviços, Rafaella, quem também era usuária de drogas, passou a desviar para si parte da droga que era incumbida de entregar, fato este descoberto pelos outros dois traficantes.

No dia dos fatos, um indivíduo que também participava da venda de drogas com os jovens, era amigo da vítima e com quem ela inclusive já morou sob o mesmo teto, atraiu Rafaella para uma rua erma, local onde foi ela morta a tiros por um dos homens que confessou ter sido o autor dos disparos e falou sobre a participação de do jovem preso agora no crime como sendo o indivíduo que conseguiu a arma utilizada e atraiu a vítima para o local. Câmeras de segurança das proximidades flagraram a fuga do suspeito.

Comentários do Facebook
READ  Polícia Civil investiga dupla por furto de sanitário e filtro de casa em reforma em Uruaçu
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NORTE

NORDESTE

CENTRO-OESTE

SUDESTE

SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA