Distrito Federal

PCDF deflagra operação Darknet

Publicado

em

Nesta sexta-feira (13), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), deflagrou a operação Darknet em desfavor de homem envolvido na venda de pornografia infantojuvenil.

A ação contou com apoio do Instituto de Criminalística (IC) e da Divisão de Inteligência Policial (DIPO), vinculada à Coordenação de Inteligência. A operação resultou de investigações realizadas com o objetivo de promover a repressão à venda e divulgação de imagens e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes na internet.

A apuração teve início com a Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations – HSI), da Embaixada dos Estados Unidos, em Brasília, que obteve informações sobre indivíduo que estaria promovendo a compra e venda de arquivos contendo pornografia infantojuvenil na chamada Deep Web, localizada na camada não indexável da internet.

A DIPO verificou que um usuário, localizado em Brasília, morador do Guará, teria efetuado a compra e possível venda de material de abuso sexual infantil por meio de site da Darknet. Após individualizar o suspeito, a PCDF representou pedido de expedição de mandado de busca e apreensão, que foi deferido pelo Judiciário. O mandado foi cumprido no Sudoeste e no Guará. Os agentes encontraram materiais relacionados à pedofilia infantil armazenados em um celular.

O investigado foi autuado em flagrante pelo delito de armazenar imagens e vídeos de exploração sexual infantil. No interior da residência, os agentes apreenderam equipamentos eletrônicos que estariam sendo utilizados na prática das condutas criminosas. O detido foi levado à carceragem desta instituição, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 As penas para o armazenamento das imagens podem chegar a 4 anos de prisão. A disponibilização e divulgação do material é penalizada com 6 anos, por cada compartilhamento realizado.

READ  OPERAÇÃO INCURSIO DA POLÍCIA CIVIL PRENDE 7 PESSOAS INVESTIGADAS POR DIVERSOS CRIMES EM PAÇO DO LUMIAR

A operação foi intitulada Darknet em razão do indiciado, estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, confessar que adquiria os packs (pacotes), com arquivos de pornografia infantojuvenil, em sites da Deep Web.

 #Assessoria de Comunicação/DGPC
#PCDF em Ação

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NORTE

NORDESTE

CENTRO-OESTE

SUDESTE

SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA